Rede Pop

  Assine nossa lista de discussão

Apresentação

A REDE DE EDUCAÇÃO POPULAR E SAÚDE Nasceu em 1991, como Articulação, passando à Rede, em 1998, dela participam pessoas com inserções diversas na área da saúde: agentes de saúde, lideranças comunitárias, estudantes, profissionais, pesquisadores, técnicos, entre outros, que se identificam com as ideias da Educação Popular em Saúde. Sua lista de discussão, com cerca de 150 inscritos, é difusa e diversa, sendo seu principal objetivo a divulgação e troca de experiências e o apoio às iniciativas dos sujeitos e grupos participantes. Debatemos a saúde entrecruzando vários temas, dentre eles: educação, religiosidade, espiritualidade, arte, cultura, participação popular, organização e construção comunitária, subjetividade, saúde da família, promoção da saúde, cuidados em saúde, etc.

OBJETIVOS DA REPRESENTAÇÃO

Para levar a EPS para o espaço (comitê, por exempo)  onde estará como representante,

  • – fortalecer o espaço  no diálogo com práticas populares,
  • – levar para o espaço a discussão da Política Nacional de Educação Popular e Saúde e buscar interfaces entre esse espeço e essa PNEPS.
  • – Construir espaços de interlocução, propostas, ações com os demais coletivos de EPS (ANEPS, GT e ANEPOP) a respeito das ações do comitê.
  • – Trazer para o grupo virtual da Rede e aos demais coletivos de EPS e aos demais espaços onde a rede participa (Tenda, encontros etc …) as discussões que acontecerem nesse espaço, pois a inclusão da Rede ( e da EPS) é para um trabalho de fortalecimento da que é realizado naquele espaço. São indicados para representar a EPS… e portanto, na sintonia com os membros da Rede fazer a representação da melhor forma possível, pois não serão e não estarão sozinhos.

QUEM PODERIA REPRESENTAR A REDE

Embora todos e todas desta rede possam, tenha condições e direito de nos representar, seria importante que o representante fosse uma pessoa que tem a vivência na área para facilitar as discussões e interlocuções entre a EPS e a área específica onde estará representando.  Isso servirá para nos aproximar de outros campos (de luta, de atuação profissional, etc.)  que igualmente têm missões difíceis e belas..

Assim, como critérios para a representação, não indicados de forma fechada para sempre incabada:

1) Pessoas que tem participado ativamente neste grupo virtual da Rede bem como nas atividades presenciais, debates e/ou ações de EPS em sua região ou não (encontros estaduais de EPS, por exemplo). Por que? por que já tem uma trajetória articulada com esta Rede. Assim, pode levar essa história e reflexões para a representação, bem como localizar-se nesse contexto da Rede.

2) E que estejam atuando no foco daquele espaço/comitê, em fóruns específicos e outras ações, com vivências orgânicas naquele campo e com capacidade para elaborar discussões com políticas correlatas.

Forma de escolha:

1) Não se trata de uma votação para escolha, mas por afinidade mesmo.

2) Indicações (por membros da rede e por auto-apresentação).

3) Aqueles que se dispuserem fazem uma breve apresentação de si e do trabalho que desenvolve de EPS na área em que se propõe como representante da Rede.

4) Ao indicar pensar que representantes já estão em outros espaços de modo a haver diferentes nomes em diferentes espaços. Com isso temos mais gente,  gente diferente, com vivências diferentes, com passados diferentes, de lugares e tendências diferentes nos comitês, nos encontros, nas tenda e em toda parte.